Open/Close Menu Unidade de Saúde Familiar

O Médico de Família é um profissional de saúde com um percurso formativo de 11 anos. Estudou Medicina durante 6 anos de Universidade, e uma vez licenciado (ou mestre, desde 2008) prosseguiu com a formação pós-graduada, o chamado Internato. Este iniciou-se com o ano comum (durante o qual passou por diversas áreas, médicas e cirúrgicas) e prosseguiu com o internato da especialidade. No caso do Médico de Família, a especialidade escolhida foi a Medicina Geral e Familiar, que compreendeu 4 anos de formação feita num Centro de Saúde e no respetivo Hospital (onde passou pelos Serviços de Pediatria, Ginecologia e Obstetrícia, Psiquiatria, Urgência, entre outros).

Médico de Família

A Medicina Geral e Familiar é uma especialidade médica reconhecida pela Ordem dos Médicos desde 1982. Orientada para os Cuidados de Saúde Primários, constitui o primeiro nível de atuação do sistema de saúde. As suas prioridades fundamentais são promover a saúde, prevenir, diagnosticar e tratar a doença e evitar complicações e sequelas. Centra-se no indivíduo, no contexto da sua comunidade, e em todas as suas dimensões física, psíquica e social.

Pela complexidade da sua função, o Médico de Família tem múltiplas responsabilidades, que não se esgotam no momento da consulta. Na presença do utente, ouve e reflete sobre as informações transmitidas, estabelece hipóteses diagnósticas, organiza prioridades e delineia estratégias de resolução dos problemas, que podem passar pela referenciação a outro especialista. Promove de hábitos de vida saudáveis e rastreios de doenças potencialmente graves, como é o caso dos cancros do colo do útero, da mama e do intestino. Fora da consulta, prescreve a medicação de longa duração aos utentes com doenças crónicas, elabora relatórios clínicos, discute com colegas e outros técnicos de saúde eventuais casos clínicos mais complexos, avalia a qualidade do serviço prestado e atualiza conhecimentos científicos. Existem, ainda, Médicos de Família dedicados à formação de novos internos de especialidade, futuros Médicos de Família, permitindo que estes trabalhem in loco com os seus utentes.

Este é o desafio que o Médico de Família enfrenta diariamente, ao tentar cumprir todas as exigências institucionais num tempo limite estipulado para consulta de 20 minutos, sem que haja prejuízo da qualidade de cuidados prestados.
O que distingue então o Médico de Família dos outros especialistas? Fundamentalmente, é quem observa a pessoa no seu todo e não apenas um órgão ou um sistema; é o especialista indicado na primeira abordagem de um problema de saúde, seja em crianças, adultos, grávidas ou idosos. É o médico que proporciona cuidados de forma continuada a todos os elementos da família.

Dra. Catarina Carvalho
Médica Interna de Medicina Geral e Familiar

Dra. Joana Bordalo
Médica especialista Medicina Geral e Familiar

 

 

CategoryGeral

SAÚDE 24     808 24 24 24